quinta-feira, 16 de junho de 2016

SINGEPERON desobedece ordem judicial e mantém a greve dos agentes

O Sindicato dos Agentes Penitenciários e Sócio-Educadores de Rondônia (Singeperon), na pessoa de seu presidente Anderson da Silva Pereira, decidiu desobedecer a ordem judicial, proferida pelo Desembargador Eurico Montenegro, de suspensão peremptória da greve que seria iniciada nessa quarta feira, 15, no Sistema Prisional, e manteve o movimento.

Na opinião do presidente Anderson Pereira, a categoria crer que o desembargador Eurico Montenegro não considerou ilegal o movimento e, em razão disso, a greve foi iniciada por tempo indeterminado em todo o Estado.

Pereira explicou que está sendo mantido o percentual de manutenção nas unidades prisionais da ordem de 30% de servidores e de sócio-educação. “Mesmo com a questão da multa. Não dá mais. A categoria não suporta mais os desmandos do Governo, o não cumprimento de leis. São leis que o próprio governador enviou para a Assembléia Legislativa, além do pagamento de adicional noturno, de progressões. É um absurdo, e o Plano de Carreiras, que é de 2011”, asseverou.

A justiça ainda não se pronunciou sobre a desobediência à ordem judicial, por parte da Entidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário