sábado, 18 de junho de 2016

Residências do ‘Minha Casa Minha Vida’ são invadidas em Alvorada

Cerca de 15 famílias ocuparam residências populares inacabadas do programa federal 'Minha Casa Minha Vida', no Setor 3 em Alvorada do Oeste (RO), cidade localizada a cerca de 360 quilômetros da capital. A invasão ocorreu durante a noite da última quarta-feira (15) e teria sido motivada pelo abandono do local. Os ocupantes cobraram a presença do prefeito da cidade para deixarem os imóveis.

Um fiscal da Prefeitura de Alvorada do Oeste compareceu ao loteamento e solicitou a presença da Polícia Militar (PM). Segundo informações do boletim de ocorrência, no local os policiais encontraram diversas portas arrombadas e aproximadamente 15 famílias no local, que diziam que iriam ocupar as residências inacabadas.

Segundo os ocupantes, as obras do loteamento estão paradas a cerca de 18 meses. Eles alegaram que o prefeito do município se comprometeu a entregar as residências até abril de 2015. O estado de abandono das casas teria motivado a invasão, pois segundo as famílias o local teria se transformado em um ponto de prostituição e uso de drogas.

As famílias informaram que só negociariam a saída do local na presença do prefeito do município. O secretário de Planejamento de Alvorada do Oeste, Eduardo Anselmo Rodrigues Neto, informou que a prefeitura não recebeu a obra e que, segundo ele, estaria na responsabilidade da construtora e do Governo Federal.

O fiscal do município que esteve no local, informou aos envolvidos que a ocupação pode gerar efeitos civis e criminais, pois as famílias declararam que ficarão nos imóveis. A PM informou que, como não há determinação judicial e nem contingente suficiente para evitar a apropriação, os policiais permaneceram no local apenas para manter a ordem e registro da ocorrência policial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário