sexta-feira, 10 de junho de 2016

Modelo de Rondônia abriu 2° dia de desfiles do São Paulo Fashion Week

Aos 16 anos e com 1,78 de altura, a adolescente Isabela Camargo já abriu o 2° dia de desfiles do São Paulo Fashion Week (SPFW) realizado em abril deste ano. A jovem que cursava o 1º ano do ensino médio em um colégio militar de Porto Velho foi descoberta em uma seletiva em novembro de 2015. Com a rotina apertada de fotos e passarela ela teve que deixar os estudos temporariamente. Por causa disso, a modelo conta que o que mais sente falta é de sua antiga rotina e de ir a escola.

Em menos de quatro meses a vida de Isabela se transformou. Ela se mudou para São Paulo e começou a ter aulas de passarela para participar do SPFW. "Em janeiro deste ano, a agência me comunicou que eu precisava mudar, pois eu poderia participar do maior desfile do mundo. Então meus pais e eu decidimos que era a hora de sair do estado", contou Isabela.

Surpresas

Assim que chegou em São Paulo, Isabela foi recebida pela notícia de que teria que cortar o cabelo. "Eu tinha o cabelo comprido e fazia alisamento, só porque era mais fácil cuidar e arrumar para ir na escola. Assim que cheguei, uma das primeiras coisas que ouvi foi: vai ter que cortar". Agora ela ostenta um curto assimétrico e diz que não se arrepende.

Já no desfile, o que mais chamou a atenção da modelo, foi ter feito a abertura. "Eu fui maquiada e de lá fui para o camarim, mas eu não estava achando minha roupa, quando eu olhei para frente eu vi que eu era a primeira a desfilar no 2° dia, isso me pegou de surpresa. Mas fiquei muito feliz", conta Isabela.

Da arquitetura para a passarela

Incentivada por amigos da escola, ela se inscreveu no concurso 'The Look of The Year' no final do ano passado em uma seletiva no estado. "Eles vieram pela primeira vez a Rondônia e anunciaram a seletiva regional. Eu me inscrevi e passei para a nacional. Dia 3 de novembro desfilei pela primeira vez e um mês depois já estava em uma seleção SPFW com muitas meninas", diz Isabela.

A adolescente afirma que seu sonho sempre foi ser arquiteta, porém tudo aconteceu de outra maneira. "Eu sempre gostei de arquitetura, mas ser modelo tem sido muito gratificante, pois eu quero ser conhecida e lembrada. Daqui há 10 anos quero que as pessoas lembrem de mim e que eu sou de Rondônia", ressalta.

A adolescente que somente estudava afirma que o que mais sente falta é da escola. "Quando eu morava em Porto Velho eu ia pra escola todos os dias, tinha uma rotina diferente, via minha família e meus amigos diariamente. Agora dei uma parada nas aulas e já sinto muita falta. Mas lá em São Paulo tenho que ir pra academia, aula de passarela e entre outras coisas, nem dá tempo de respirar", contou Isabela.

Desde que mudou, a jovem só visitou os pais duas vezes. "Em janeiro ela mudou, em março ela veio para Rondônia e agora voltou só para pegar umas papeladas, pois ela vai dar entrada no passaporte. Só fui a São Paulo deixá-la, depois a Isabela seguiu fazendo tudo sozinha. Contudo, matamos a saudade pelas redes sociais. Sei que é importante que ela volte a estudar logo, mas também torcemos pelo seu sucesso", ressalta o pai Roberto Lima, o grande entusiasta pela nova carreira da filha.


Isabela está com viagem marcada para desfilar em Paris em breve. Ela passou oito dias com a família e viajou na terça-feira (7) de volta para São Paulo. A jovem mora em um apartamento com mais 20 meninas da mesma agência e de vários estados do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário