sábado, 11 de junho de 2016

Boliviano acusado de matar Policial Federal é preso na sexta-feira em Vilhena

Um dos acusados de matar e ocultar o corpo do Policial Federal (PF) Roberto Simões Mentzinger foi preso na tarde da sexta-feira, 10, por agentes da PF, em Vilhena.

O acusado estava com uma identidade falsa por nome de José Leite Ribeiro, sendo que seu nome verdadeiro é José Pereira Melgar.

O PF foi morto durante uma emboscada, na qual três policiais saíram feridos. O crime ocorreu em 3 de dezembro de 1999, no Rio Guaporé, em Pimenteiras.

Roberto participava da operação que visava prender traficantes que transportavam drogas da Bolívia pelo rio. Melgar ainda é acusado do crime de ocultação de cadáver e furto qualificado.

A justiça o condenou por seis anos, seis meses e 16 dias. Outros traficantes que participaram do crime são procurados pela PF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário