sexta-feira, 10 de junho de 2016

Autoridades prometem reforçar segurança no Parque do Povo para evitar armas

Polícia Militar, segurança privada e Prefeitura de Campina Grande se reuniram nesta sexta-feira (10), para decidir medidas de reforço durante o Maior São João do Mundo, para evitar crimes e tráfego de pessoas armadas na festa. Na primeira semana do evento, pelo menos seis pessoas foram esfaqueadas na área do evento.

De acordo com o coordenador do São João de Campina,Temi Cabral, ficou estabelecido que serão tomadas providências para aprimorar o serviço e garantir cada vez mais segurança a quem prestigia o maior evento turístico do interior do Brasil.

Ele garantiu que nesta segunda semana da festa, serão adotadas várias medidas, em ação integrada, objetivando evitar incidentes de segurança na área do Parque do Povo. “Para tanto, as câmeras de monitoramento estão sendo concluídas e haverá, inclusive, a implantação deste tipo de equipamento em Galante, que contará com 16 câmeras”, destacou.

O coordenador acrescentou que os seguranças já começaram a fazer a revista completa e direta dos forrozeiros, além do uso de 30 detectores de metal. Também serão empregadas 60 câmeras de segurança na área do evento. O reforço da segurança deverá ser feito ainda em áreas de acesso ao Parque do Povo. Para tanto, só o contingente de seguranças privados é de cem homens.


A reunião aconteceu no Ministério Público, presidida pelo promotor de Justiça, Osvaldo Lopes, e teve a presença de representantes da Prefeitura Municipal de Campina Grande, do chefe do setor de segurança privada, Roberto Pinto, da empresa Pinto e Fiscalizações de Eventos e do comandante do 2º Batalhão da PM em campina, major Gilberto Felipe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário