segunda-feira, 11 de abril de 2016

UM LUGAR QUASE ESQUECIDO…

Fotos: Pedro Coelho e William Argento / Jornal OGuaporé
Senhor Moises do Santo Antonio, como conhecido pelo local onde trabalha, recepciona a equipe do jornalismo OGuaporé, para relatar as história e o abandono uma parte da estrutura. Segundo o guardião da Igreja Santo Antônio diz que poucas as coisas foram exploradas na área e que só tem em funcionamento para visitas o Museu Marechal Rondon, que funciona de Terça a Domingo. Das 8 da manhã às 16 horas da tarde. Não se sabe porque até hoje a UNIR – Universidade Federal de Rondônia, não tá em funcionamento o Museu Arqueológico segundo ele que é responsável do museu de arqueologia, e com sua dignação Sr. Moises do Santo Antônio vai além disso, reclama também a lanchonete nunca foi aberto ao público. A visitas de turistas no local é grande e não se tem uma estrutura e segurança no local. Com sua dedicação e com muita fé Sr. Moises acredita que um dia vai poder receber muitos turista contanto as histórias de Porto Velho no período da construção da Estrada De Ferro Madeira Mamoré caso venha em pleno funcionamento tanto a parte logística e adequações no local.
O museu é administrado pelo Exercito Brasileiro e outro Museu Arqueológico e a lanchonete é administrado pela Universidade Federal de Rondônia
(William Argento e Pedro Coelho – redacaooguapore@gmail.com – Editoria: Cultura)

Nenhum comentário:

Postar um comentário