quarta-feira, 13 de abril de 2016

EMBRAPA INICIA CAPACITAÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS NO CAMPO.

A Embrapa Rondônia deu início a um novo método de capacitação. Neste novo formato, os técnicos que participarem das ações continuadas ao longo do ano terão conhecimento teórico e prático mais completo e aprofundado, levando aos produtores as tecnologias já disponibilizadas pela Embrapa e as recomendações adequadas para o desenvolvimento sustentável da agricultura em Rondônia. Assim como fortalecerá ainda mais as parcerias e interações entre as instituições voltadas para o setor produtivo,  para promover melhorias no campo, em aumento de produtividade, sanidade e qualidade dos produtos agropecuários.

O novo chefe-geral da Embrapa Rondônia, Alaerto Marcolan, sinaliza o cumprimento de uma das metas da nova gestão, que é a capacitação."Além de buscarmos meios de levar ao campo tecnologias, também precisamos absorver demandas da sociedade. Estas são ações que fortalecem e promovem maior interação com o setor produtivo e o desenvolvimento da agricultura em Rondônia", diz Alaerto Marcolan.

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Rondônia – Faperon, e do Conselho deliberativo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar/RO, Hélio Dias de Souza, concorda e reforça. "É preciso trabalhar de forma integrada pesquisa e extensão rural. É fundamental que a Embrapa nos subsidie de informações e tecnologias apropriadas para que nossos instrutores de campo possam levar, nos mais de 50 treinamentos que serão realizados, os conhecimentos gerados pela pesquisa da Embrapa no estado de Rondônia, nas mais diferentes áreas", destaca.

Neste novo formato os mesmos técnicos participarão dos cursos ao longo do ano. A primeira etapa já começou, com o 1° módulo da capacitação em Sistema de Produção de Leite, realizado nos dias 5 e 6 de abril, no Sebrae, em Ji-Paraná, este módulo tratou sobre a gestão, planejamento e questões ambientais das propriedades leiteiras. Participaram 28 técnicos de instituições públicas e privadas do estado, estes mesmos técnicos participarão de mais cinco módulos com outros temas que compõem a capacitação modular em Sistema de Produção de Leite. Ao todo serão 136 horas de cursos que vão de abril de 2016 a fevereiro de 2017 e para ministrar estas capacitações uma equipe qualificada de profissionais da Embrapa de todo o país está sendo mobilizada.

A pecuária leiteira em Rondônia


No estado de Rondônia a pecuária leiteira tem grande relevância econômica e social, com a mão de obra empregada nas propriedades basicamente familiar. A produção de leite do estado apresentou crescimento na última década, entretanto este aumento se pautou, em grande parte, do aumento de áreas exploradas e de rebanho, sendo ainda considerada como uma produção de baixo nível tecnológico. Apesar do baixo índice de adoção de tecnologias, Rondônia figura como o 8° estado brasileiro em produção de leite, o maior produtor da região Norte, com cerca de 48% da produção da região (IBGE, 2015), o que demonstra o grande potencial de crescimento da pecuária leiteira no estado.

Fonte: (Assessoria) Embrapa-RO


(William Argento – redacaooguapore@gmail.com – Editoria: Agricultura.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário