sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

TCE condenou ex-secretários a devolver R$ 850 mil aos cofres públicos

O ex-secretário da extinta Secrertaria de Estado do esporte, da Cultura e do Lazer, Francisco Leilson de Souza, o Parente Chicão, e o ex-presidente da Federação de Escolas de Samba e Entidades Carnavalescas (Fesec), Ariel Argobe, que também foi secretário municipal, foram condenados a devolver aos cofres públicos  R$  847.224,03  mil pelos prejuízos causados ao erário. Os dois foram acusados de cometer uma série de irregularidades na aplicação do convênio, inclusive pagando serviços que, suspeita-se, não foram executados.

Ambos foram considerados responsáveis pelas  irregularidades no convênio 002/PGE/2011 assinado naquele ano para atender as agremiações de samba nos municípios de Guajará-Mirim, Costa Marques, Porto Velho e Rolim de Moura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário