quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Suposto traficante é morto por boliviano em garimpo de Rondônia

Informações conseguidas pela imprensa dão conta de que não existiu nenhum tipo de conflito entre Brasileiros e Bolivianos, como se espalhou nas redes sociais, e alguns sites de noticias, logo pela manhã da segunda-feira (18).
O crime ocorrido foi um homicídio, no Garimpo São Lourenço, as margens direita da BR 364, sentido Acre, há cerca de 240 quilômetros de Porto Velho.
Um jovem, identificado como Moisés Dos Santos Cardoso, 24 anos, foi executado com dois tiros em uma tentativa de homicídio contra sua esposa, uma jovem de 21 anos, que correu para dentro do mato e escapou da morte.
De acordo com informações de testemunhas, o casal estava no garimpo há cerca de três dias, no objetivo de comercializar drogas aos trabalhadores do local. Vários conflitos surgiram com traficantes locais.
Segundo a Polícia Militar, Moisés é suspeito de ter matado um comerciante Boliviano na região, e estaria se escondendo no garimpo. Ele estava jurado de morte por parte da família da vítima.
Na noite do domingo (17), ele estava sentado com a esposa, na frente da casa que estavam ocupando, quando chegou um boliviano, identificado apenas pelo apelido de "fininho", e começou uma discussão. O suspeito foi até sua casa, e quando retornou, foi armado e atirou em Moisés, que tentou se defender, mas o tiro acertou sua mão. Ele correu e foi atingido por mais um tiro, na perna, que acertou a femural. Moisés não resistiu.
O suspeito ainda retornou e atirou na esposa de Moisés, que correu. Ela se manteve escondida até a manhã dessa segunda-feira (18), e fez contato com a PM, que se deslocou ao local.
Uma equipe criminalista e o rabecão do IML também estiveram presente para os trabalhos de praxe.

O corpo foi encaminhado para Porto Velho, local onde moram alguns parentes da vítima. A mulher foi encaminhada para a delegacia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário