sábado, 16 de janeiro de 2016

Salão do Artesanato da Paraíba é aberto nesta sexta em João Pessoa

A 23ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba começa nesta sexta-feira (15) e vai até o dia 31 de janeiro em João Pessoa. Este ano, o evento - que originalmente começaria no dia 8, mas foi adiado -,  tem como tema “O algodão colorido é nosso”, e acontece no Espaço Cultural José Lins do Rego, em Tambauzinho. A abertura oficial acontece às 19h (horário local), mas as visitas ao local já estão liberadas desde as 18h. Nos demais dias, o salão segue aberto das 14h às 21h. A organização pretende receber mais de 50 mil visitantes nesta edição e estima um valor entre R$ 500 mil e R$ 800 mil em vendas.

Durante a cerimônia de abertura, será lançado o projeto Moda PAP, um novo projeto do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP) que visa dar mais visibilidade à moda produzida no estado, com incentivo aos desfiles, produções e capacitação de artesãos. De acordo com a gestora do PAP, Lu Maia, além do lançamento do projeto, a cerimônia conta com desfile de roupas e acessórios e a exibição de um documentário sobre o algodão colorido, tipologia homenageada nesta edição do salão.

Um total de 400 artesãos, de 70 municípios, vão participar da 23ª edição do Salão do Artesanato da Paraíba, representando quase 2 mil profissionais de associações, cooperativas, grupos e indivíduos do Agreste, Sertão, Zona da Mata e Borborema paraibana. Eles comercializarão produtos feitos em algodão colorido, madeira, metal, osso, couro, barro, fios, pedra, escama de peixe, além de arte indígena, brinquedos populares, tecelagem, habilidades manuais, cordel, xilogravura e comidas regionais.

Segundo Lu Maia, a decoração do salão nesta edição é específica com a temática do algodão colorido e entre os detalhes, está um painel com um pouco da história da tipologia. “A decoração será feita pelo arquiteto e designer Sérgio Matos, que desenvolveu luminárias exclusivas para o Salão”, explicou. Em relação à estrutura, o Salão terá ilha de descanso ampliada, setor de ouvidoria, curadoria, sala de emergência, sala de imprensa, fraldário, refeitório para artesãos, palco para apresentações culturais e lanchonetes.

Durante o evento, os artesãos serão capacitados por meio de mesa redonda, palestras, apresentações de produtos e casos de sucesso. A capacitação será feita pelo Sebrae, em convênio com o Governo do Estado. Entre as novidades da edição deste ano está o Troféu PAP, que vai selecionar entre 30 e 40 obras dos artesãos participantes que serão escolhidas pelo público por meio de computadores localizados no Salão. Os três primeiros colocados serão premiados.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário