quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Rondônia conta com laboratório de análises para minérios, solos, foliares, micro e macro nutrientes

Pesquisas e análises de minérios, solos, foliares micro e macro nutrientes e nematóides, que antes precisavam ser feitos fora de Rondônia, agora podem ser realizadas em Rolim de Moura, em um moderno laboratório com capacidade para atender a todo o estado de Rondônia, norte de Mato Grosso e sul do Acre. Foi o que informou o secretário estadual de Agricultura, Evandro Padovani, durante reunião na segunda-feira (12) com o diretor da Químicos Mn, José Aparecido.
 “Todos os  tipos de análises necessárias para a correção do solo para plantio e criação de gado e construção de tanques para piscicultura, somente podiam ser feitas em Mato Grosso ou Paraná, o que aumentava o custo e o tempo entre a coleta, envio, analise e reenvio, além das despesas com deslocamento e hospedagem dos técnicos”, disse Padovani.
A implantação do laboratório no estado era uma demanda antiga dos produtores rurais, que arcavam com grandes gastos e até com a imprecisão de alguns exames, em função do tempo gasto. “Preparamos uma instalação com os mais modernos equipamentos de análise que, além de serem extremamente precisos, permitem redução muito grande de tempo. Hoje qualquer proprietário de empreendimento agrícola familiar pode ter, em menos de uma semana, o resultado da correção a ser feita no solo por menos da metade do preço cobrado anteriormente”, explicou Aparecido.

O laboratório analisa traços minerais, necessidades de corretivos de solo, permitindo que cada produtor rural saiba a quantidade exata de calcário e adubos minerais e biológicos necessários para cada tipo de plantio ou uso do solo. “A soja, a banana, o café, o cacau, o pasto e cada uma das outras plantas precisam de quantidades e variedades diferentes de nutrientes para atingirem o máximo de suas produções. Rondônia precisava e agora tem um excelente parceiro tecnológico”, comemorou Padovani.

Nenhum comentário:

Postar um comentário