sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Pontos de Porto Velho e comunidades ribeirinhas já estão em alerta para possível cheia do rio Madeira

De acordo com a Defesa Civil Municipal de Porto Velho as chuvas têm elevado o nível do Rio Madeira entre 15 e 30 centímetros por dia. Baseado nos dados a Sempedec (Secretaria Municipal de Programas Especiais Defesa Civil) que apresentou um plano de contingência na manhã da quinta-feira (21). De acordo com o coordenador da secretaria, Marcelo Santos, os Rios Mamoré e Beni estão sendo monitorados para manter a comunidade em alerta.
Devido a última cheia ter destruído boa parte das comunidades ribeirinhas da cidade, algumas famílias ainda estão sendo atendidas pela Sempedec por conta da cheia de 2014 ainda. Segundo o secretário da Defesa Civil Municipal de Porto Velho, Vicente Bessa, 12 comunidades da regiões ribeirinhas de Porto Velho estão em estado de alerta devido o nível do Rio Madeira vir subindo, alcançado o nível de 15,50 cm. Outro detalhe que o responsável pela pasta informou foi sobre os detalhes das comportas da usina do Rio Madeira que podem ser acionadas a qualquer hora e uma grande quantidade de água pode ser liberada.
Comunidades Ribeirinhas

Segundo o secretário da Sempedec de Porto Velho (Secretaria Municipal de Programa Especias Defesa Civil), doze áreas da região ribeirinha da cidade já estão em estado de alerta, isso porque quando o nível do rio Madeira alcança o número de 15,50 cm o rio transborda e automaticamente essas áreas são atingidas. Áreas mapeadas dentro da Capital Porto Velho que podem ser afetadas a qualquer momento: Bairro da balsa, Nacional, Beco Gravatal, canal dos milagres, Santa Barbara e Canal dos Tanques. Além das comunidades ribeirinhas da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário