sábado, 16 de janeiro de 2016

Estudante de Direito é detido suspeito de ser falso advogado, em João Pessoa

Um estudante de Direito, com 30 anos, foi detido em João Pessoa, na tarde da sexta-feira (15), por exercer a profissão de advogado sem o registro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ele foi levado para a Central de Polícia, no Geisel, na Capital.

O delegado de Defraudações Lucas Sá disse ao Portal Correio que o suspeito teria ido à Central de Polícia dizendo que era advogado, mas, segundo o delegado, disse que tinha esquecido de levar o registro profissional quando foi abordado durante o procedimento de segurança adotado na Central.

De acordo com Lucas Sá, o sistema da Central de Polícia apontou que o ele não tinha o registro e o jovem acabou sendo detido e levado para a Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), onde foram solicitados os documentos de identificação pessoal do estudante e ele mesmo acabou revelando que não tinha OAB. O delegado disse que foi constatado que ele não concluiu o curso e está no segundo período de Direito.

Ainda conforme o levantamento na Central, o jovem trabalha em um escritório de advocacia localizado no Centro de João Pessoa e que já prestou e presta assessoria jurídica a vários clientes. Três deles foram chamados na delegacia para esclarecer como aconteceram as contratações dos serviços prestados pelo estudante que se passava por advogado.

O suspeito foi ouvido pelo delegado titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações, Lucas Sá, e vai responder na Justiça por exercício ilegal da profissão. Ele poderá ficar preso por 15 dias a três meses. Por causa do crime que cometeu, o suspeito fica impedido de tomar posse em concursos públicos. 

“Orientamos também que a população denuncie crimes como este por meio do Disque Denúncia 197 ou para o telefone da nossa delegacia, 3218-5333. Se preferir também pode vir a Central de Polícia que fica aqui no Geisel. A identidade do denunciante será preservada”, concluiu Lucas Sá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário