quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

EDITORIAL: A ALTA DE PREÇOS DE MATERIAIS ESCOLARES

Na extensa lista de contas do comecinho do ano, para quem tem filho, está lá: o material escolar. E está tudo mais caro por causa do dólar e da inflação, mas este é um compromisso que não dá pra fugir ou adiar. A dica é pesquisar bastante antes da compra porque os preços podem variar até 500%. A temporada de pesquisa de preços da lista de materiais escolares já começou.

E não são só os livros que estão com os preços mais salgados, canetas, cadernos e borrachas devem ter um aumento médio de 18% na linha 2016. Já produtos importados como mochilas, por exemplo, podem ficar até 60% mais caros.

Estamos tendo impacto de aumento de custos e esses custos estão sendo repassados aos produtos e são causados por pressão do dólar e pela pressão inflacionária que existe no país.

Em duas cestas com 15 itens escolares cada uma, a reportagem do O GUAPORÉ separou produtos que fazem parte da lista de materiais escolares. Tudo o que tem em uma lista, tem na outra também, como mochilas, canetinhas, estojos, cola. Em uma cesta, o preço total para pagamento ficou em R$ 708, na outra R$, 146.
A diferença chega a mais de 300%, o que significa que o consumidor tem que pesquisar bastante e colocar as contas na ponta do lápis antes de comprar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário