sábado, 23 de janeiro de 2016

Catedral de RO é interditada por causa de problemas na estrutura

A catedral São João Bosco foi interditada pelo Corpo de Bombeiros nea sexta-feira (22), em Ji-Paraná, a cerca de 370 de quilômetros da capital Porto Velho. Segundo o laudo do engenheiro, o prédio foi interditado por apresentar problemas estruturais que colocam em risco à segurança dos fiéis. A partir desta sexta (22), as celebrações acontecem na quadra da diocese da cidade.

Conforme o Bombeiro, o prédio, que foi construído em 1960, apresentou problemas no telhado e a estrutura pode cair a qualquer momento. A parte elétrica do prédio também está comprometida e um curto-circuito pode gerar um incêndio em grandes proporções no local.

À imprensa, o tenente José Aparecido dos Santos explica que as condições apresentadas no laudo feito por um engenheiro apresentavam riscos. "No próprio laudo o engenheiro recomendava a interdição imediata. A única coisa que fizemos foi sermos sensatos e interditar o local", explica. Segundo Santos, assim que os problemas forem sanados e um novo laudo emitido, o local poderá ser desinterditado.

Para o bispo Dom Pedro, se o prédio oferece risco à comunidade, a interdição é a melhor alternativa. Pedro explica que a comunidade é quem deve decidir que será feito no local daqui pra frente. "Estamos aguardando a decisão com o Ministério Público do Estado de Rondônia (MP-RO) sobre a preservação ou não do prédio. Ficará a critério da comunidade decidir se iremos começar a construção de uma nova igreja, ou não", explica.

Na noite de quinta, os fiéis estiveram no local e retiraram todos móveis do templo e levaram para a quadra da diocese, onde devem acontecer os cultos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário