segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Após alagar cinco bairros, nível de igarapé volta ao normal em Ji-Paraná

Um dia depois do Igarapé 2 de Abril transbordar e alagar várias ruas de Ji-Paraná (RO), o nível da água voltou ao normal. Na sexta-feira (15), por causa do forte temporal, várias ruas da região central ficaram alagadas e alguns moradores saíram rapidamente das casas, já que as residências também foram atingidas pela enxurrada.

O proprietário de uma tapeçaria, Soró da Silva, que mora e trabalha ao lado do Igarapé 2 de Abril há mais de 20 anos, afirma nunca ter visto um alagamento tão grande. "Veio muita água, invadiu minha oficina e chegou até a levar o sofá de uma cliente. Depois que a chuva parou, em questão de uma hora, a água já havia abaixado bem", relatou.

O proprietário de um bloco de apartamentos que não quis ser identificado atribuiu a cheia a  uma obra de drenagem feita na BR-364, que, segundo ele, aumentou o volume de água que o igarapé recebe. "Antigamente não vinha tanta água assim, mesmo com uma chuva forte como tivemos. Agora estou receoso com as próximas chuvas", comentou.

Conforme o comandante do Corpo de Bombeiros (CB), José Aparecido dos Santos, o nível do igarapé já baixou e, por enquanto, não há riscos de novos alagamentos. "Recebemos ontem 42 chamados para remoção de pessoas de suas casas. Dessas famílias, apenas uma preferiu se instalar na casa de parentes", comentou.

Ainda de acordo com o comandante, os bairros mais afetados pela cheia do Igarapé 2 de Abril foram o Bela Vista, Centro, Casa Preta, Jardim Presidencial e 2 de Abril, todos situados no 1º distrito.

Alagamentos

Várias ruas da cidade ficaram alagadas nesta sexta-feira por causa da chuva que começou desde a noite de quinta-feira (14). O morador Reinaldo Ferreira, que reside no Bairro Casa Preta, contou  à imprensa  na sexta-feira, que perdeu todos os móveis e eletrodomésticos por causa da forte chuva. "A água subiu muito rápido. Inicialmente consegui subir os móveis, mas logo depois a água voltou a subir e precisei sair da casa. Falta pouco para a casa ficar encoberta", diz.

Conforme os Bombeiros, o Centro e o 2 de Abril foram os bairros mais atingidos. Por causa da forte chuva, alguns estabelecimentos comerciais alagaram e os funcionários precisaram retirar aparelhos eletrônicos para não serem danificados. Três pontos da BR-364 foram alagados durante o temporal.

Na sexta-feira, um motociclista foi derrubado pela enxurrada enquanto tentava atravessar uma rua alagada. Após cair do veículo, a moto do piloto foi arrastada pela água.

Nenhum comentário:

Postar um comentário