quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Agente penintenciário é suspeito de matar ex-presidiário em Ji-Paraná

O homicídio que aconteceu no último dia 12 foi esclarecido pelo Serviço de Inteligência (Sevic) da 2ª Delegacia de Polícia Civil (2ª DP) de Ji-Paraná, município a cerca de 370 quilômetros de Porto Velho.

Um ex-presidiário de 32 anos foi atingido por seis tiros quando estava em um bar na rua T-28, 2º distrito da cidade. Conforme as investigações, dois irmãos são suspeitos de terem assassinado a vítima. Um deles é agente penitenciário e teria sido o responsável por efetuar os disparos.

O delegado Cristiano Mattos é responsável pelo caso e informou qual foi a possível motivação para o homicídio. "Testemunhas afirmam ter visto, dias antes do crime, uma discussão entre o agente penitenciário e a vítima, por causa de um jogo de sinuca", explicou. Segundo Mattos, várias ameaças de morte foram proferidas por ambos durante a discussão.

Segundo o delegado, depoimentos de testemunhas foram decisivos no andamento da investigação. "Os suspeitos negaram qualquer envolvimento no caso, mas várias pessoas os viram rondando o bar em quem a vítima estava no dia do crime. Eles estavam de carro, deram uma volta no quarteirão e desceram a pé para atirar", relatou Cristiano.

Cristiano Mattos disse também que uma ou mais pessoas estavam no automóvel, pois os suspeitos desceram e entraram pelas portas traseiras do veículo, o que leva a conclusão de que havia uma terceira pessoa dirigindo o carro. As investigações devem continuar durante as próximas semanas, para identificar quem mais participou do crime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário