segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Projeto "Quelônios do Guaporé" solta 1 milhão e 400 mil tartarugas em RO

O Projeto Quelônios do Guaporé soltou 1 milhão e 400 mil tartarugas na região de fronteira do Brasil com a Bolívia, entre os meses de junho a dezembro de 2015. As últimas remersas de filhotes de tartarugas foram soltas no rio Guaporé, em Costa Marques (RO), na última quinta-feira (17).  O coordenador do projeto, Zeca Lula afirma que há cinco anos, o projeto está sem apoio financeiro do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis de Rondônia.

De acordo com o coordenador do Projeto, Zeca Lula, o objetivo é repovoar o Vale do Guaporé com as tartarugas. "Já existimos há 16 anos, sempre fazendo o trabalho de repovoamento de quelônios, este ano já soltamos 1 milhão e 400 mil quelônios no rio Guaporé", explicou Zeca.

O coordenador informou ainda que há cerca de cinco anos o projeto tem sofrido com a falta de recursos financeiros. "Como recebemos pouca ajuda, nós mesmos é que temos que fazer a fiscalização do local, antes o Ibama nos ajudava mas, de lá para cá, nós temos arcado com tudo, sempre tentando proteger as tartarugas de caçadores", disse Zeca Lula.

De acordo com o analista ambiental, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Ricardo Alexandre, apoio financeiro foi suspenso devido a conversão de multa ter sido cancelada. "Nós ajudávamos o projeto através das conversões de multas, e como essas conversões pararam devido a uma investigação policial não estamos tendo suporte financeiro para ajudar o projeto Quelônios do Guaporé", esclareceu Ricardo.

Zeca Lula disse ainda que por muitas vezes tem encontrado tartarugas sendo caçadas próximos as praias, que servem como berçários no Vale do Guaporé. "Encontramos tartarugas viradas e até mesmo criadas em cativeiros, se tivéssemos fiscalização o projeto teria resgatado bem mais tartarugas", garantiu Zeca Lula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário